Surama Jurdi

Carregando...

7 dicas do consultor de transformação digital do Google para o seu negócio: Leia e Sobreviva.

7 dicas do consultor de transformação digital do Google para o seu negócio: Leia e Sobreviva

by Suram Jurdi
7 dicas do consultor de transformação digital do Google para o seu negócio: Leia e Sobreviva

São Paulo – Guru e professor da Columbia University, David Rogers esteve presente no nosso Fórum CXO para falar sobre inovação corporative

7 dicas do consultor de transformação digital do Google para o seu negócio: Leia e Sobreviva

Para começar a transformação digital é preciso reconhecer que ela não diz respeito à tecnologia por si só, mas sim sobre estratégia, liderança e novas maneiras de pensar. É o que diz o professor da Columbia Business School e autor do livro Transformação digital: repensando o negócio para a era digital, David Rogers.

Consultor de estratégia digital do Google, GE e Toyota, David Rogers esteve no Brasil com exclusividade para o nosso evento. Após quatro palestras e dois webinares, o guru encerrou o encontro apresentando o roadmap para empresas com ambição digital (ou seja, de sobrevivência). 

Se você também está preocupado em prosperar nesta nova era, selecionamos as 7 dicas deles para alcançar a transformação digital, que incluem criação de valor para o negócio e saber as necessidades da empresa. 

David Rogers já capacitou executivos em centenas de empresas de 60 países. Portanto, leia o texto abaixo antes do seu concorrente: 

Visão ampla

Não pense apenas em digitalizar sua empresa hoje, pense em melhorar aquilo que vocês fazem, focando em economizar; essa é parte da oportunidade de ganhar eficiência onde já é forte e gerar caixa para novos investimentos. Em última instancia, você não pode perder a relevância e o time de lançamentos.  Você pode passar anos criando um negócio eficiente, mas tem que acontecer antes do seu concorrente, mesmo que lance o produto em jornada de desenvolvimento. 

Visão de futuro

Os líderes precisam trabalhar com afinco para tentar definir uma visão de futuro e comunicá-la para a empresa. Ou seja, para onde você vê que a empresa está indo? Quais são as principais forças que estão surgindo e entrando na sua indústria? Como que vai ser seu negócio daqui até dez anos? E, com isso, saber também onde você quer concorrer e onde quer estar nesse futuro. Que empresa deseja ser? E quanto mais clareza vocês tiverem e mais comunicarem para as pessoas da empresa, mais dispostas elas vão estar para fazer isso com vocês.

Horizontes de tempo

É preciso pensar em termos de diversos horizontes de tempo.  Vá além de oportunidades que estão diante de vocês. É preciso pensar em tendências em longo prazo; mudanças de mercado. É preciso fazer ambos, é preciso ter pessoas diferentes na organização olhando para o curto prazo, médio prazo e, também, o horizonte de longo prazo – e com diferentes abordagens. O curto prazo é otimização; melhorias. O meio termo é testar modelos de negócios. E o longo prazo tem a ver com apostas estratégicas; investir em direções possíveis para a empresa, embora haja muita incerteza.

Criação de valor

Foque também em como criar valor para tudo isso. Quais são os três indutores de valor para a transformação digital? Primeiro, a experiência do cliente: você cria algo que toque o cliente, sendo isso um novo canal de distribuição; uma versão digital do produto, ou talvez novos recursos para agregar ou melhorar o marketing. Em segundo, a excelência operacional: talvez você tenha inovações digitais de outra maneira; que podem melhorar as informações, reduzir o seu time to market, melhorar a velocidade, ou baixar custos; tudo isso está dentro da empresa. Isso não toca diretamente os clientes, mas afeta a sua capacidade de servi-los. E ambos têm a ver com fazer a sua empresa crescer; você também pode criar valor indo além, através de novos modelos de negócios. Então, quanto de valor você vai criar através da melhora das operações ou a oferecer experiências diferentes para os clientes?

Planejamento e experimentação

Planeje menos e experimente mais. Não pense tanto em documentos em longo prazo. Mostre o que você fará nos próximos 90 dias e nos 90 dias depois. Mostre os passos imediatos que você irá exercer para responder essas perguntas; é isso que o mundo quer ver.

Começar agora

E comece agora. Não espere. Não diga que vai esperar seis anos; seis meses. Faça alguma coisa antes, mas comece e descubra quais são os passos que você pode seguir agora.

Olhar para dentro

Por fim, é preciso encontrar a sua urgência. Não se torne digital só porque todo mundo está fazendo isso. É preciso pensar porque o digital importa para a sua empresa; é preciso descobrir por que isso é importante para você. Talvez seja uma oportunidade de crescimento incrível, ou uma forma de sobrevivência porque viu que se não mudar não vai sobreviver ao risco da disrupção – E isso pode ser uma força bem motivante.

Fonte: Amcham

Autor: Redação Amcham