Surama Jurdi

Carregando...

12 mudanças na mentalidade que podem beneficiar sua saúde física.

12 mudanças na mentalidade que podem beneficiar sua saúde física

by Suram Jurdi
12 mudanças na mentalidade que podem beneficiar sua saúde física

12 mudanças na mentalidade que podem beneficiar sua saúde física

A ação começa com um pensamento. Não necessariamente um pensamento muito longo, pode durar apenas alguns segundos, mas normalmente a forma como pensamos prepara o terreno para o que vem depois. Quando se trata de melhorar a saúde, desafiar a nossa mentalidade pode resultar em benefícios significativos, se podemos nos comprometer com o desafio de seguir adiante. Aqui estão 12 mudanças de mentalidade que a ciência sugere que podem levar a benefícios para a saúde física quando a ação acontece.

1. Mude sua mentalidade de férias podem esperar.

Muitos de nós passam meses, às vezes anos, dizendo precisamos de férias sem tirar uma. Esta é uma questão de mentalidade, uma vez que, com poucas exceções, o local de trabalho funcionará bem sem nós por algumas semanas. Pesquisas recentes ressaltam a importância de usar nossos dias pessoais, mostrando que tirar férias pode reduzir o risco de desenvolver síndrome metabólica, uma condição fortemente ligada ao diabetes tipo 2, doenças cardíacas e acidente vascular cerebral.

2. Desloque seu foco de respiração.

Concentrar-se mais de perto em nossa respiração vem com uma lista de benefícios de saúde apoiados pela ciência, incluindo menor frequência cardíaca e pressão arterial, resposta ao estresse reduzida e até mesmo um sistema imunológico reforçado, de acordo com algumas pesquisas. Essa mudança é toda sobre a mentalidade, porque é sobre mudar o foco mental para algo que já estamos fazendo, e escolher uma técnica simples para fazê-lo de forma mais eficaz (como box breathing, por exemplo).

3. Pense em sair de casa.

Evidências crescentes sugerem que passar tempo fora é bom para nossa saúde física e mental. E nem mesmo leva muito tempo para obter os benefícios, de acordo com as últimas pesquisas, apenas algumas horas por semana. O desafio da mentalidade aqui é misturar o tempo do lado de fora em seu dia de tal forma que não seja realmente uma coisa separada, o modo como ir ao ginásio requer seu próprio bloco de tempo separado. Um método para chegar lá é amarrar o tempo fora com o próximo item.

4. Repense sua agenda para trabalhar em caminhadas.

Caminhar tem vários benefícios de saúde bem substanciados que estão disponíveis para a maioria de nós se apenas fizermos mais, incluindo melhor saúde cardiovascular e cerebral . Uma mudança de mentalidade direta para nos levar até lá é repensar a forma como agendamos o tempo ao longo do dia para trabalhar em intervalos para caminhadas. Isso pode ser tão simples quanto colocar lembretes em seu software de agendamento para levantar e andar.

5. Seja estratégico sobre socializar.

Nas últimas décadas, adquirimos sólida compreensão científica da importância da interdependência social. As doses de socialização têm sido associadas a um melhor gerenciamento do estresse, que por sua vez está ligado a benefícios que afetam a saúde cardiovascular, a saúde cognitiva (particularmente em idosos) e as menores taxas de ansiedade e depressão. O desafio da mentalidade aqui é pensar mais estrategicamente sobre trabalhar o tempo social durante o dia. Sentado em um escritório com a porta fechada por horas a fio, mesmo que pareça ultra produtivo, nos priva de um ótimo recurso.

6. Ajuste suas reações de atenção.

Na economia da atenção nosso tempo e atenção são commodities com um preço. Isso é simplesmente uma realidade neste momento e há pouca utilidade em reclamar. Podemos, no entanto, reconsiderar como alocamos nossa atenção e isso pode levar a benefícios de saúde a longo prazo. Mais especialmente, gerenciar nossas reações (para os nossos smartphones, acima de tudo) pode ajudar a gerenciar níveis pouco saudáveis ??de hormônios do estresse, como o cortisol e a adrenalina, que podem prejudicar o tempo. O takeaway é simplesmente que podemos decidir gerenciar nossas reações. É um ajuste de mentalidade difícil à luz das forças que competem por nossa atenção, mas ainda está em nossa corte.

7. Decida trabalhar menos.

Um novo estudo encontrou apenas uma ligação entre o trabalho de menos horas e menor risco de acidente vascular cerebral (o estudo foi observacional, não clínico, mas a correlação foi significativa). Estudos anteriores encontraram links semelhantes e todos eles apontam para o mesmo gênero de tópicos de saúde. Este é um desafio de mentalidade porque muitas vezes passamos mais tempo no escritório sem realmente pensar sobre isso, e temos que forçar a questão no espaço de decisão mental para fazer uma mudança. Nem todos os empregos permitem fazer essa mudança, mas, se pudermos, a ciência sugere que provavelmente devemos.

8. Reconsidere fazer o almoço.

Sair para almoçar é conveniente, delicioso e tira você do escritório - mas vem com perda de controle sobre o que você come. A mudança de mentalidade aqui é repensar a mentalidade padrão de fazer a coisa mais fácil. Depois, invista um pouco de raciocínio para preparar  refeições mais saudáveis  para o almoço, colocando o controle de volta em suas mãos. A diferença pode ser significativa em quase todas as categorias de nutrientes. Como exemplo, considere seu controle sobre quais óleos de cozinha você usa e quanto sódio está em sua comida - duas coisas que são notoriamente difíceis de acompanhar quando comer fora. Emparelhe este com a saída do lado de fora durante o almoço e é outro toque duplo.

9. Concentre-se no propósito.

Permitir que um senso de propósito nos guie é um desafio direto de mentalidade, e muitos pontos de pesquisa apontam para os benefícios para a saúde de levá-lo adiante. Mais recentemente, as pesquisas associaram o propósito de diminuir os níveis de inflamação, que por sua vez está associado à diminuição do risco de doenças cardiovasculares e a uma variedade de outras condições e transtornos, do diabetes à depressão.

10. Cuidado com o preconceito de restrição.

Tendência de restrição é o erro mental que ocorre quando pensamos que alcançamos um certo nível de sucesso e, portanto, podemos tirar a pressão dos freios mentais e nos expor a mais tentação. É a diminuição da vigilância que todos que já fizeram dieta sentiram-se logo antes do início do yo-yo. Além de oferecer boas razões para repensar a dieta (outro tópico), a mudança de mentalidade aqui é aumentar a conscientização de que o preconceito da restrição está sempre à espreita e vai minar os benefícios à saúde de qualquer programa de dieta ou exercício que você esteja tentando não ver chegando e agindo para evitá-lo.

11. Pense no riso.

É verdade que o riso é um ótimo remédio com benefícios para a saúde , como muitas pesquisas atestam, mas nem sempre é fácil encontrá-lo. O desafio da mentalidade aqui é repensar a seriedade, às vezes sufocante, de uma vida estressante e repleta de responsabilidades e, intencionalmente, encontrar formas de rir mais. Uma estratégia é realmente atender às vezes em que você precisa rir e se expor a algo engraçado (um filme ou programa de TV, etc.) em vez de fazer algo insalubre, como comer comida ou bebida alcoólica. Considere isso como uma receita de humor.

12. Deixe sua mente deixar as coisas irem.

Finalmente, uma grande mudança de mentalidade que serve para diminuir a resposta ao estresse acumulativo é desenvolver a disciplina de deixar as coisas acontecerem. A resposta não-gerida ao estresse é uma espécie de bagagem bioquímica que continua a pesar-nos mais e mais com o tempo e, eventualmente, o peso compromete outras partes da nossa saúde. Residir, ruminar, agarrar-se àquelas coisas que não podem ser mudadas é um grande gatilho para uma reação de estresse exacerbada, e é um ciclo vicioso que continua se reabastecendo. Aquela música de earworm tem tudo certo - Deixa para lá.


Fonte: Forbes

Autor: David DiSalvo

Traduzido por: Equipe Surama Jurdi